Da resistência à liberdade – o protagonismo do escravo

 

A mostra propõe uma reflexão acerca do verdadeiro papel dos negros escravizados na busca pela libertação. O visitante poderá ver os originais de processos cíveis e criminais, como a famosa insurreição de Vassouras, cujo desfecho foi a execução do líder Manoel Congo na forca e ações de liberdade, em que os escravizados precisavam de um curador para levar, à apreciação da justiça, argumentos em prol de sua alforria. Tais documentos mostram formas de resistência exercidas por personagens pouco valorizados pela história tradicional, mas que decidiram lutar para escrever seus próprios destinos.
Os autos de processos e livros de registros expostos foram restaurados e digitalizados pela equipe do Serviço de Acervo Textual, Audiovisual e de Pesquisas Históricas e também podem ser consultados, via internet, por qualquer pesquisador. Basta acessar o terminal de consulta no Portal do CCMJ (http://ccmj.tjrj.jus.br/acervo) e digitar “da resistência a liberdade”.