CCMJ com Você

 

O Museu da Justica - Centro Cultural do Poder Judiciário apresenta uma programação virtual para você acompanhar nossas atividades de onde estiver.

CCMJ | PERSONALIDADES

Alexandre Pinhel

O Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário estreou em sua programação o CCMJ | Personalidades, um espaço para interagir e compartilhar ideias com pessoas ligadas ao meio artístico e cultural que de alguma forma participam da nossa programação, seja nos brindando com sua arte, seja na curadoria de algum programa. Na edição de estreia, Sergio Sydow conversou com Isabela Francisco e com o artista plástico Alexandre Pinhel que falará sobre sua exposição “Absurdos Insustentáveis” - disponibilizada ao público no formato virtual, através do portal do CCMJ.

Para assistar a gravação, acesse: https://youtu.be/9QuNqrCI9dU

Classificação indicativa: Livre

CCMJ | Programas Parceiros

Palestra “A Força do Um” com André Trigueiro

Para tratar de um tema de saúde pública, no mês que traz a importância da prevenção ao suicídio, o DEAPE e CCMJ apresentam, em formato virtual, a palestra “A Força do UM”, do jornalista André Trigueiro, realizada em setembro de 2019 no Salão Histórico do I Tribunal do Júri do Antigo Palácio da Justiça do Rio de janeiro.

O Setembro Amarelo, campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, que ocorre este mês em todo o mundo, busca abordar o tema de forma consciente e desmistificada, a fim de trazer à tona questões que envolvem o assunto. Após a palestra, André Trigueiro autografou o livro “A Força do Um”, com direitos autorais cedidos para a Fraternidade Sem Fronteiras. Na obra, o jornalista compartilha ideias, expõe sentimentos e sugere ações transformadoras, mostrando que cada pessoa tem o poder de interferir na realidade que a cerca, ou seja: a força do um transforma a realidade de todos.

Para assistir acesse: https://youtu.be/ml0FoVj_fv8

Classificação indicativa: livre

CCMJ | MÚSICA

O Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário inaugura a série Música_CCMJ com o concerto realizado pelo Duo Madri no Salão Nobre do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro (APJ-Rio), no dia 26 de novembro de 2019.

Duo Madri

O Duo Madri é composto pelas violonistas Adriana Ballesté e Mara Lúcia Ribeiro, amigas desde a faculdade, época onde participaram da Orquestra de Violões do Rio de Janeiro, sob a direção de Turíbio Santos. Adriana é doutora em Musicologia e atua intensamente nessa área, já Mara Lucia se especializou na Espanha em violão flamenco.

Para assistir acesse: https://youtu.be/BhCJmeNdwH4

 

Luiz De Simone, pianista

O Museu da Justiça–Centro Cultural do Poder Judiciário, dando continuidade ao seu programa de música, apresenta o pianista Luiz De Simone, no concerto para piano solo realizado no Salão Nobre do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro, no dia 12 de dezembro de 2019.
Luiz De Simone apresenta composições autorais do seu CD “La Liberté” e impressiona não só pela beleza das obras apresentadas como pelo virtuosismo com o qual as executa.

Para assistir acesse: https://youtu.be/KK-F7O87SfI

 

Trio Movimento Musical

Desde a sua fundação, em 2018, o Trio Movimento Musical vem encantando plateias com um repertório que vai do clássico ao popular. O Trio é composto pelo pianista João Paulo Romeu dos Santos, a violoncelista Denise Emmer e a flautista Lelia Brazil. Neste concerto, realizado no dia 31 de outubro de 2019, no Salão Nobre do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro, o Trio apresentou peças de J.S.Bach, Mozart e Haydn.

Para assistir acesse: https://youtu.be/nPO9kbLTNvY

 

Piano Solo com Thiago Vitório

Thiago Vitorio é pianista, produtor musical, arranjador e compositor. Recém-graduado da prestigiosa Berklee College of Music, nasceu em Barra Mansa, RJ, e apesar da pouca idade, já tem percorrido um longo e vitorioso caminho musical onde tocou com músicos de fama mundial como Isaac Karabchevsky, David Chew, João Bosco, Randy Gloss, Gerald Robbins, Gilson Peranzzetta, entre muitos outros.

Para assistir acesse: https://youtu.be/Y_PJpvDKx-w

 

Homenagem a Villa-Lobos

O Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário apresenta o concerto realizado pelo Música no Museu no Salão Nobre do CCMJ, em março deste ano, para a comemoração do aniversário de Villa-Lobos.

O concerto será uma panorâmica das principais coleções para piano solo de HEITOR VILLA-LOBOS, executadas pelos pianistas Adriana Kellner, Cecília Guimarães, Ezequiel Peres E Fernanda Cruz, sob a Direção Artística de Maria Helena de Andrade. Entremeando a parte musical, serão apresentados pequenos trechos de inspirados textos do genial compositor, que resumem sua filosofia, suas crenças, seu ideal de paz e sua paixão pela música e pelo Brasil

Para assistir acesse: https://youtu.be/-w-tJwA2CA4

Classificação indicativa: livre

CCMJ | Doc

O Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro

O Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário continua sua série de documentários, o CCMJ | DOC, que aborda assuntos relacionados à história da Justiça no estado do Rio de Janeiro e no Brasil.

Episódio 2: O Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro

Neste episódio, será apresentada a história do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro, verdadeira joia do ecletismo do início do século XX. Serão abordados os imóveis que o antecederam e os diferentes tribunais que o tiveram por sede, desde 1926. Seus salões preservados e as grandes reformas por que passou ajudam a evidenciar sua importância para a memória da Justiça na cidade do Rio de Janeiro.

Para assistir acesse: https://youtu.be/ByPncNi37gg

 

Episódio 1 – Direito e Justiça no Brasil

No episódio de estreia, o documentário retrata como se desenvolveu o Direito e a Organização Judiciária no Brasil, tomando por base os três períodos consagrados pela historiografia: Colônia, Império e República. O filme apresenta as principais leis e órgãos judiciais instituídos no país em contexto com os respectivos períodos históricos.

Para assistir acesse: https://youtu.be/sg4WK_iqU2U

Classificação indicativa: livre

CCMJ | História Oral

O Programa de História Oral do Poder Judiciário nasceu de um projeto criado em 1998 pelo desembargador Luiz César de Aguiar Bittencourt Silva (1925-2011), que compunha o colegiado dirigente do Museu da Justiça, e se propunha a desenvolver trabalhos de pesquisa historiográfica tomando por base a metodologia e as técnicas da História Oral. Basicamente, o objetivo do Programa, ao longo de quase 16 anos, é o de resgatar, preservar e divulgar a História recente do Poder Judiciário através do testemunho de seus próprios agentes.

Os sumários dos depoimentos são disponibilizados aos públicos interno e externos na página do CCMJ, no portal do TJRJ, e a íntegra (transcrita ou em formato audiovisual) é acessada por meio de solicitação ao SEATA através do correio eletrônico “ccmj.seata@tjrj.jus.br”.

 

Entrevistado: Desembargador Sergio Cavalieri Filho

A entrevista com o desembargador aposentado e presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) no biênio 2005/2006, Sergio Cavalieri Filho, foi realizada no dia 18 de outubro de 2017, no espaço histórico do Salão Nobre do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro.

O magistrado discorreu sobre a sua trajetória, desde a infância em uma família de nove irmãos, vivida em Cuiabá, Mato Grosso, nos anos de 1940, até a sua aposentadoria, em novembro de 2009. Seu ingresso na magistratura ocorreu em 1972, no antigo Estado do Rio de Janeiro e o entrevistado recordou com satisfação que, no ano seguinte, tornou-se juiz substituto do Estado da Guanabara, ocasião em que teve como colega de concurso o desembargador Ronald Valladares, Coordenador do Programa e um dos entrevistadores. Demais momentos importantes também foram abordados, tais como a extinção dos Tribunais de Alçada e o fortalecimento do Conselho de Vitaliciamento.

Para assistir acesse: https://youtu.be/TDEIbps9Enc

 

Entrevistado: Oscar Otavio Coimbra Argollo

Na entrevista de Oscar Otavio Coimbra Argollo, advogado, são abordados assuntos como o que o fez ser advogado, sua relação com a OAB, a sua participação no Conselho Nacional da Justiça (2005-2007) e no STJD, e a participação da OAB no movimento Fora Collor, entre outros que podem ser conferidos no vídeo.

Para assistir acesse: https://youtu.be/mI4OLPJtABY

Classificação indicativa: livre

CCMJ | EXPO

Mostra Virtual de Documentos Judiciais

O Homicídio de Euclides da Cunha

Além de escritor, Euclides da Cunha foi jornalista e engenheiro militar. Atuou em diversas obras públicas, inclusive na demarcação das fronteiras entre o Brasil e o Peru. Como correspondente do Jornal "O Estado de São Paulo", acompanhou os conflitos na região de Canudos, no interior Baiano. Esta experiência o inspirou a escrever sua grande obra “Os Sertões”, publicada em 1902. No ano seguinte, seria eleito imortal pela Academia Brasileira de Letras.

Euclides da Cunha foi morto na residência do jovem cadete Dilermando Cândido de Assis, que mantinha um relacionamento amoroso com sua esposa, Anna Emília Solon da Cunha. O episódio, que ficou conhecido como a “tragédia da Piedade”, ocorreu em 1909, no subúrbio carioca, e teve ampla cobertura da imprensa. Houve dois julgamentos pelo Tribunal do Júri, que, nas duas ocasiões, decidiu pela absolvição do réu (Dilermando), por entender que agira em legítima defesa

A mostra virtual contará com a consulta dos processos de homicídio e de inventário, pertencentes ao acervo histórico do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e restaurados pela equipe técnica do CCMJ.

Acesse e confira: http://ccmj.tjrj.jus.br/web/ccmj/o-homicidio-de-euclides-da-cunha

Classificação indicativa: livre

Visita Virtual

Conhecendo o CCMJ e o APJ-Rio

Neste primeiro vídeo iremos conhecer o hall de entrada do Antigo Palácio de Justiça do Rio de Janeiro, abordando a história, os detalhes arquitetônicos, museológicos e culturais.

Para assistir acesse: https://youtu.be/sAvBusrdSKU

 

Conhecendo o Salão Histórico do I Tribunal do Júri - APJ-Rio

Neste segundo vídeo iremos conhecer o Salão Histórico do I Tribunal do Júri, hoje espaço histórico do APJ-Rio, no passado foi local de importantes julgamentos de crimes dolosos contra a vida. Nessa visita, serão abordados tanto aspectos do Direito, como o funcionamento do Tribunal do Júri, quantos aspectos ligados à história, arquitetura, cultura e museologia.

Para assistir acesse: https://youtu.be/FaKaJAAM2xw

 

Conhecendo o Tribunal Pleno

Neste terceiro vídeo iremos conhecer o Tribunal Pleno do Antigo Palácio de Justiça do Rio de Janeiro, abordando a história, os acontecimentos importantes, as homenagens, bem como aspectos museológicos e culturais.

Para assistir acesse: https://youtu.be/TtrPe0Lf7_w

Classificação indicativa: livre

Clube “Leituras no Palácio” Sala Virtual

Do Direito à Literatura - Encontros Literários Interdisciplinares

No desempenho de sua função, o Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ) dá prosseguimento ao programa “Do Direito à Literatura – Encontros Literários Interdisciplinares”, visando, especialmente, a expor aproximações entre o Direito e as demais Humanidades (Literatura, Filosofia, Sociologia, Psicologia, História, etc.).
Quinzenalmente realizados, preferencialmente às segundas-feiras, os encontros do “Leituras no Palácio” dispõem do apoio da equipe do Educativo do CCMJ e da mediação do poeta W. B. Lemos, Doutor em Literatura Comparada, Mestre em Literatura Brasileira pela UERJ e integrante do corpo de instrutores da Escola de Administração Judiciária (ESAJ).

Atenção: atividade não registrada para pontuação como atividade de capacitação da ESAJ.

A programação fica disponível neste portal em "AGENDA". Procure o mês atual para saber mais detalhes.

Em sala virtual do aplicativo Teams a ser acessada por link disponibilizado após a inscrição.
Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 1h30m | Número de participantes: 40 pessoas
Inscrições e informações por e-mail: ccmj.educativo@tjrj.jus.br

Curso Livre de Pintura

Fazendo Arte por Toda Parte - Encontros Virtuais

O CCMJ, Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário, oferece o curso livre de pintura “FAZENDO ARTE por TODA PARTE”, sob a orientação da artista plástica, Isabela Francisco.
“Em época de afastamento social, a arte tem o dom de unir almas” - afirma a artista. Para dar continuidade à esse incrível trabalho, Isabela Francisco criou uma página no Youtube onde os alunos poderão acessar às aulas virtuais, ministradas toda semana.

Aulas na página “Artista Isabela Francisco” através do link: https://www.youtube.com/channel/UCl4-VWU2s5ByxAdszsMJDug

Atenção: curso não registrado para pontuação como atividade de capacitação da ESAJ.

Curso gratuito
Classificação indicativa: Livre
Informações por e-mail: ccmj@tjrj.jus.br