Aloysio Maria Teixeira (1967-1968)

 

Nasceu em 28 de outubro de 1914, na cidade do Rio de Janeiro. Ingressou na magistratura do Distrito Federal em 1º de março de 1940, no cargo de juiz de casamentos, sendo nomeado juiz substituto no mesmo ano. Em 1946, foi promovido, por antiguidade, a juiz de direito da 10ª Vara Cível. No ano seguinte, foi removido, por permuta, para a 2ª Vara de Órfãos e Sucessões. Ascendeu a desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal em 26 de abril de 1956. Com a transferência da Capital da República para Brasília, passou a integrar o Tribunal de Justiça do Estado da Guanabara, do qual foi eleito presidente, em 27 de dezembro de 1966, para o biênio 1967-1968. Em decorrência da fusão dos antigos estados do Rio de Janeiro e Guanabara, em 15 de março de 1975, e a extinção dos respectivos Tribunais de Justiça, foi posto em disponibilidade e imediatamente provido no cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do atual estado do Rio de Janeiro, mediante aproveitamento. Fez parte da direção do Banco Nacional de Habitação (BNH), foi diretor administrativo da Caixa Econômica Federal (CEF), diretor da Faculdade de Direito da Universidade Católica de Petrópolis, presidente do Instituto Cultural Brasil-Coréia e 1º vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (1965-1967). Aposentou-se em 1984, vindo a falecer em 7 de maio de 2012.

Imagem: Acervo CCMJ

 

Para mais informações, entre em contato com o Serviço de Acervo Textual, Audiovisual e de Pesquisas Históricas (SEATA).