Agenda Novembro

Por Programa

APJ-RJ

 

O PODER DAS EMOÇÕES. ALEMANHA 19 | 19

A política alemã parece ser cada vez mais definida por emoções. Vivemos numa época de excitação permanente. Fatos objetivos são postos em causa por sentimentos que se confundem com verdades. Radicais de todos os lados atraem cada vez mais simpatizantes com respostas simples a questões complexas. Este é o ponto de partida da exposição “O Poder das Emoções. Alemanha 19 | 19”, que lança um olhar sobre a história das emoções dos últimos 100 anos. Partindo das manifestações atuais de 20 emoções, a exposição procura pôr em evidência as continuidades e rupturas no mundo das emoções que marcaram os passados 100 anos da história da Alemanha, e cuja intensidade representa hoje um desafio para a política e sociedade. A exposição oferece um ponto de referência atual para a educação histórico-política. Textos concisos e fotografias históricas convidam a refletir sobre o poder das emoções no passado e no presente.

Visitação: 9 de novembro até 4 de dezembro

De segunda a sexta-feira, das 11h às 19h e sábado, das 10h às 17h | Salão dos Passos Perdidos – 2º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Agendamento de grupos e escolas: 3133-3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br

 

EXPOSIÇÃO

O PODER DAS EMOÇÕES. ALEMANHA 19 | 19

Programação paralela

11/11, segunda-feira

  • Visita guiada para escolas, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 11h às 11h45. Classificação indicativa: Livre.

 

  • Visita guiada para escolas, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 13h às 13h45. Classificação indicativa: Livre.

 

 

12/11, terça-feira

  • Visita guiada para escolas, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 11h às 11h45. Classificação indicativa: Livre.

 

13/11, quarta-feira

  • Visita guiada para alunos do Goethe-Institut e universitários, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 11h às 11h45. Classificação indicativa: Livre.

 

  • Visita guiada para alunos do Goethe-Institut e universitários, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de. Níveis A1 e A2 de alemão.

Das 18h às 18h45. Classificação indicativa: Livre.

 

 

14/11, quinta-feira

  • Visita guiada para escolas, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 11h às 11h45. Classificação indicativa: Livre.

 

21/11, quinta-feira

  • Bate-papo com Giuseppe Cocco (UFRJ, UniNomade). Mediação: Astrid Kusser, do Goethe-Institut Rio de Janeiro.

“Entre Cinismo e Fascimo: Depois de Junho de 2013, Narrativas e Constituição”. Apresentação do livro e debate.

Guiseppe Cocco é professor titular da UFRJ, doutor em História Social pela Sorbonne (Paris I).

Das 18h30 às 20h30, no Salão Nobre. Capacidade para 50 pessoas. Entrada franca, com distribuição de senhas às 18h. Classificação indicativa: Livre.

 

25/11, segunda-feira

  • Visita guiada para escolas, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 11h às 11h45. Classificação indicativa: Livre.

 

26/11, terça-feira

  • Visita guiada para professoras e professores de História, em português, com Paul Varker, do DAAD.

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de.

Das 16h às 18h. Classificação indicativa: Livre.

 

27/11, quarta-feira

  • Visita guiada para alunos do Goethe-Institut e universitários, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de. Níveis B1 e B2 de alemão.

Das 18h às 18h45. Classificação indicativa: Livre.

 

29/11, sexta-feira

  • Visita guiada para alunos do Goethe-Institut e universitários, em português [com Beeke Quast] e alemão [com Nikki Burguer].

Inscrições até 09 de novembro, pelo e-mail: kulturweit-rio@goethe.de. Níveis C1 e C2 de alemão.

Das 18h às 18h45. Classificação indicativa: Livre.

 

30/11, sábado

  • Exibição do documentário “Menino 23”, de Belisário Franca.

 

A partir da descoberta de tijolos marcados com suásticas nazistas em uma fazenda no interior de São Paulo, o filme acompanha a investigação do historiador Sidney Aguilar e a descoberta de um fato assustador: durante os anos 1930, cinquenta meninos negros e mulatos foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para a fazenda onde os tijolos foram encontrados. Lá, passaram a ser identificados por números e foram submetidos ao trabalho escravo por uma família que fazia parte da elite política e econômica do país, e que não escodia sua simpatia pelo ideário nazista. Aos 83 anos, dois sobreviventes dessa tragédia brasileira, Aloísio Silva (o “menino 23”) e Argemiro Santos, assim como a família de José Alves de Almeida (o “Dois”), revelam suas histórias pela primeira vez.

 

Após a exibição do filme haverá um bate-papo com o diretor ou a roteirista do filme e com David Alfredo, historiador e educador do Museu do Amanhã.

 

Das 15h às 17h30, na Sala Multiuso. Capacidade para 60 pessoas. Entrada franca, com distribuição de senhas às 14h30. Classificação indicativa: 10 anos.

 

Entrada franca | Informações sobre horários, locais, capacidade, distribuição de senhas, inscrições e classificação indicativa: de acordo com cada atividade

EXPOSIÇÃO

ABSURDOS INSUSTENTÁVEIS – A Arte como Agente Transformador na Preservação do Meio Ambiente

O CCMJ - Museu da Justiça-Centro Cultural do Poder Judiciário, em comemoração ao mês do Meio Ambiente, recebe, até 14 de dezembro (de segunda a sábado), a exposição “Absurdos Insustentáveis – a Arte como Agente Transformador na Preservação do Meio Ambiente”, que reúne obras criadas pelo artista Alexandre Pinhel a partir de resíduos sólidos, tem a curadoria de Isabela Francisco.

“ABSURDOS INSUSTENTÁVEIS” é uma exposição que visa mostrar a violência humana contra a natureza ameaçada. (Isabela Francisco)

O autor da exposição, Alexandre Pinhel, usa métodos químicos, mecânicos e térmicos para misturar resíduos de diversas tecnologias de impressão 3D com resíduos tradicionais de plástico, vidro, madeira e metal. Essas obras ocultam do observador as matérias primas originais, fazendo com que este se surpreenda ao saber do que são feitas. A exposição contará também com uma impressora 3D confeccionando esculturas ao vivo.

Visitação: até 14 de dezembro

De segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, e sábado, das 10h às 17h | Salão dos Espelhos – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Agendamento de grupos e escolas: 3133-3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br

 

PROJETOS PARCEIROS

Casa da Família

A peça apresenta as relações de diferentes formações familiares, seus desentendimentos e falta de comunicação. São diversos núcleos familiares com suas questões humanas que buscam resolver seus conflitos. Uma mãe que entra na Justiça para ter a atenção dos filhos, o casal feminino que disputa a guarda da filha, o casal que tem a filha pega por envolvimento com as drogas, e, o ex-marido que não se conforma com a separação. Também vemos o lado humano do Sistema Judiciário, onde os personagens desse meio possuem suas expectativas e dúvidas. Envolvendo todos esses personagens está a Casa da Família e suas ações inovadoras.

Ficha técnica: Roteiro – Cristina Biscaia, com colaboração de André Tredinnick e Ruth Barbosa | Direção – Silvia Carvalho | Preparadora Corporal – Janaína Gaia | Iluminação – Diogo Borges | Fotografia – Jorge Mansur | Músico – Leandro Corin | Trilha – Edom Oliveira | Design Gráfico – Carol Ferman

Elenco: Heloíse Meneses, Janaína Gaia, Paulo Murillo, Monica da Costa, Danielle Cardoso, Andrea Gil, Luiz Bezerra, Clarissa Biasotto, Amanda Feio, Mirella Lagreca, Juliana Lopes, Mariângela Polastri, Rachel Serodio, Denise Lagreca, Paloma Oliveira, Oscar Ouriques, Thiago Barbosa.

1 de novembro – sexta-feira, às 19h

Sala Multiuso – Térreo, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: 14 anos | Senhas distribuídas às 18h30 | Duração 2h | Lotação: 60 pessoas

 

PALÁCIO CONVIDA

Coral Alberto Hasson

O Coral Alberto Hasson nasceu da intenção de homenagear o Professor Alberto Hasson, que sempre incentivou o grupo vocal criado pela maestrina Talita Hasson. Há quase três décadas, sem interrupções, o coral vem apresentando o Oratório “O Messias de Haendel” em espaços tradicionais como o Teatro Municipal de Niterói, Sala Cecília Meireles, Centro Cultural da Justiça Federal, Cine Arte UFF, entre outros. Desde novembro de 2018, o Coral Alberto Hasson marca presença nas comemorações ao Jubileu de Ouro da Regente Talita Hasson em espetáculos que unem música clássica, popular, poesia e textos de autores importantes de todos os tempos. No repertório, obras de Puccini, Bach, Mozart, Verdi, entre outros.

4 de novembro – Segunda-feira, às 19h

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h30m | Duração: 75m | Lotação: 50 pessoas

 

MÚSICA NO MUSEU

Fernando Harms ,flauta

Nascido em Santigo no Chile, Fernando Harms começou seus estudos de flauta no Conservatório Nacional de Música do Chile e posteriormente os aperfeiçoou em Buenos Aires na Argentina. Em 1974-75 foi solista da Orquestra Filarmônica de Rostock na Alemanha e entre 1977 e 1995 foi solista da Orquestra Filarmónica do Teatro Municipal de Santiago, além de participar de diversos quintetos de supro e outros grupos de câmara, tanto de cordas como mistos.

05 de novembro – Terça-feira, às 12h30

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 12h | Duração: 60m | Lotação: 50 pessoas

 

MÚSICA NO PALÁCIO

Lamentos Profanos – Um concerto do Altri Canti

O grupo Altri Canti é fruto do projeto de extensão da Escola de Música da UFRJ. Estão envolvidos professores e técnicos/músicos especializados na área, juntamente com alunos e membros da comunidade que queiram se aprofundar nesse campo. O objetivo principal é a prática interpretativa do repertório anterior ao Romantismo musical de forma historicamente orientada, fazendo uso de instrumentos de época. Nesse concerto contamos com a participação de dois alunos da classe de canto. O programa reúne obras de compositores brasileiros e europeus dos séculos XVII a XIX que compuseram obras que lamentam a dor e o sofrimento humano, como Fiocco, Claudio Monteverdi, Puzzi, José Maurício Nones Garcia, entre outros.

Curadoria artística: Escola de Música da UFRJ.

05 de novembro – Terça-feira, às 19h

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h30m | Duração: 60m | Lotação: 50 pessoas

 

PROJETOS PARCEIROS

Lançamento do Livro “O Contrato de Seguros D&O” do Dr. Ilan Goldberg

O contrato de seguro para administradores de sociedades (seguro D&O) vem, gradativamente, ganhando destaque no ordenamento jurídico brasileiro. A mídia, os tribunais, o órgão regulador e o empresariado testemunham este crescimento, conquanto não se possa dizer o mesmo a respeito da doutrina. No Brasil, a ainda tímida produção acadêmica a respeito do contrato de seguro (gênero) apresenta-se de forma ainda mais acentuada quanto ao seguro D&O, provocando, assim, o surgimento de lacunas que devem ser preenchidas. A tese tem esta pretensão.

Ilan Goldber é doutor em direito civil pela UERJ, mestre em regulação e concorrência pela UCAM, além de professor visitante da Escola de Direito da FGV Direito Rio, EMERJ e Escola Nacional de Seguros. Como advogado, é sócio da Chalfin, Goldberg, Vainboim & Fichtner Advogados Associados.

07 de novembro – Quinta-feira, das 18h30 às 21h 30min

Salão Histórico do I Tribunal do Júri – 2º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Duração: 3h | Lotação: 150 pessoas

 

PROJETOS PARCEIROS

Lançamento do Livro “Estado, Democracia e Direito no Brasil: trinta anos da Constituição Cidadã” de Geraldo Tadeu Moreira Monteiro

A obra reúne 37 autores em 28 artigos sobre o desenvolvimento institucionais, políticos e culturais no Brasil. O livro é um apanhado histórico dos últimos 30 anos nas mais diferentes áreas amparadas pela Constituição de 1988.

O lançamento apresenta os diferentes pontos de vista de juristas, cientistas políticos, economista, sociólogos e antropólogos. O extenso material foi organizado por Geraldo Tadeu Moreira Monteiro, Mestre em Sociologie Politique (Universite de Paris), Doutor em Direito (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e atualmente coordenador do Centro Brasileiro de Estudos e Pesquisas sobre a Democracia (Cebrad).

Haverá uma mesa-redonda, das 17h 30min às 18h, com a presença de Geraldo Tadeu, Humberto Mota Filho, Bernardo Cabral e Sergio Ricardo von Sydow.

18 de novembro – Segunda-feira, das 17h30 às 20h

Salão Histórico do I Tribunal do Júri – 2º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Duração: 3h | Lotação: 150 pessoas

 

MÚSICA NO PALÁCIO

II Simpósio FUNARTE-UFRJ de Bandas

O Simpósio Funarte–UFRJ de Bandas de Música Rio de Janeiro é umas das ações do Projeto Bandas de Música. Criado em 1976 e patrocinado pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), em parceria com instituições de cultura estaduais, municipais e universidades, o projeto desenvolve iniciativas permanentes de reforço do papel estratégico das bandas civis na cultura brasileira – com destaque para o aprendizado e a formação.

  • 14h – Homenagem ao Maestro Macedo com apresentação da Banda de Música de Cordeiro, com Everson Moraes e Aquiles Moraes – Salão Histórico do I Tribunal do Júri. Capacidade para 150 pessoas.
  • 15h – Mesa-redonda: “Resgate do patrimônio histórico: onde estão os acervos? ” – Sala Multiuso. Capacidade para 60 pessoas.
  • 16h – Mesa-redonda: Conversa com o Maestro Duda – Sala Multiuso. Capacidade para 60 pessoas.
  • 17h – Exibição do filme “Sete Corações” – Sala Multiuso. Capacidade para 60 pessoas.
  • 19h – Homenagem a José Ursicino da Silva, o Maestro Duda – Salão Histórico do I Tribunal do Júri. Capacidade para 150 pessoas.

Curadoria artística: Escola de Música da UFRJ.

19 de novembro – Terça-feira, das 14h às 20h

APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas 30 minutos antes de cada programação | Duração: 60m | Lotação: 50 pessoas

 

PALÁCIO CONVIDA

Carlos Assumpção: Sob Protesto

Em homenagem ao dia da consciência negra, o “Palácio Convida” traz o documentário dirigido pelo poeta Alberto Pucheu, acerca da obra e vida do poeta Carlos de Assumpção, autor de singular obra, cujo tema fundamental é a resistência negra no país. Após a projeção, o diretor será entrevistado e conversará com a audiência presente sobre as questões abordadas pelo filme e pela poesia de Assumpção.

21 de novembro – quinta-feira, de 19h às 21h

Sala Multiuso – Térreo, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 2h | Lotação: 60 pessoas 

 

PALÁCIO CONVIDA

MÚSICA NO PALÁCIO ESPECIAL

Hebert Augusto Campos – A Voz do Contratenor

Hebert ingressou em 2016 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) como aluno de Bacharel em canto erudito na Turma do Tenor Dr. Alberto Pacheco. Hoje é membro do Grupo de música antiga Altri Canti, também componente do Coro Brasil Ensemble, sob regência de Maria José Chevitarese, além de atuar como Cantor da Orquestra Barroca da Unirio sob coordenação de Laura Rónai. No ano de 2017, foi protagonista da Opéra “O menino Maluquinho”, de Calimério Soares, e em 2019 como protagonista da ópera, El Gato Con Botas, de Xavier Montsalvatge.

O repertório escolhido para a apresentação no CCMJ é eclética e conta com composições de grandes nomes como Federico Garcia Lorca, além da participação especial de Kristina Augustim, especializada em Viola da Gamboa, e do Cravista acompanhador Eduardo Antonello.

Curadoria artística: Escola de Música da UFRJ.

22 de novembro – Sexta-feira, às 19h

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h30m | Duração: 55m | Lotação: 50 pessoas

 

PALÁCIO CONVIDA

Duo Madri

Para o “Palácio Convida” do dia 26 de novembro, apresentaremos o Duo Madrid, formado pelas violonistas Adriana Ballesté e Mara Lúcia Ribeiro, amigas desde a faculdade, época onde participaram da Orquestra de Violões do Rio de Janeiro, sob a direção de Turíbio Santos. Adriana é doutora em Musicologia e atua intensamente nessa área, já Mara Lucia se especializou na Espanha em violão flamenco.

No repertório poderemos ouvir um programa extenso e variado, desde Johann Sebastian Bach até os espanhóis Isaac Albéniz e Manuel de Falla.

26 de novembro – Terça-feira, às 12h 30min

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h30m | Duração: 55m | Lotação: 50 pessoas

 

MÚSICA NO PALÁCIO

VI Jornada PROMUS – Mestrado Profissional da EM/UFRJ

Recitais e recitais-conferências do curso de mestrado profissional da EM/UFRJ. Seu objetivo principal é divulgar produtos acadêmicos e artísticos relacionados à área das práticas interpretativas – um campo de investigação recente no cenário nacional e internacional das pesquisas acadêmicas em música. A VI Jornada PROMUS ocorrerá das 15h às 19h, com 20 minutos de duração para cada apresentação.

Curadoria artística: Escola de Música da UFRJ.

27 de novembro – Quarta-feira, das 15h às 19h

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 14h30m | Lotação: 50 pessoas

 

MÚSICA NO PALÁCIO

Mélodies – Amanda Gonzalez (canto) e Viviane Sobral (piano), com participação especial de Jessé Bueno (tenor) e Stefanny Ribeiro (oboé)

Bacharelanda em Canto da Escola de Música da UFRJ, a soprano Amanda Gonzalez começou seus estudos de canto com a Soprano Leila Guimarães, tendo se tornado aluna na Universidade Federal do Rio de Janeiro do Professor Alberto José Vieira Pacheco. Em seu recital de formatura irá interpretar obras de compositores como Fauré, Debussy, Schubert, Mignone e Villa-Lobos.

Curadoria artística: Escola de Música da UFRJ.

28 de novembro – Quinta-feira, às 19h

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h30m | Duração: 60m | Lotação: 50 pessoas

 

TEATRO NO PALÁCIO

Nos Tempos do Rádio

O espetáculo musical “Nos Tempos do Rádio” visa contemplar os anos de ouro da Rádio Nacional, com foco no programa do apresentador Cesar de Alencar, apresentando as estrelas que fizeram sucesso nos anos 50 e 60, como Emilinha Borba e Marlene. Além de recordar o famoso show de calouros e as lendárias propagandas da época.

A peça teatral musical tem sido um sucesso em experiências anteriores com plateias da melhor idade, devido a sua identificação com as músicas e propagandas utilizadas no espetáculo. Com um elenco animado e cheio de energia o público se sente à vontade para cantar e dançar junto com os atores nas cenas de “Nos Tempos do Rádio”.

28 de novembro – Quinta-feira, às 19h

Sala Multiuso – Térreo, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h 30min | Duração: 45m | Lotação: 60 pessoas

 

CLUBE “LEITURAS NO PALÁCIO”

DO DIREITO À LITERATURA – ENCONTROS LITERÁRIOS INTERDISCIPLINARES

O Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ) apresenta o programa “Do Direito à Literatura – Encontros Literários Interdisciplinares”. Durante o programa, serão discutidos os vínculos entre o Direito e as demais Humanidades (Literatura, Filosofia, Sociologia, Psicologia, História, etc.).

Os encontros quinzenais no APJ-Rio, sempre às segundas-feiras, contarão com a presença do Educativo do CCMJ e a colaboração do poeta W. B. Lemos, Doutor em Literatura Comparada, Mestre em Literatura Brasileira pela UERJ e instrutor da Escola de Administração Judiciária (ESAJ).

Atenção: atividade não registrada para pontuação como atividade de capacitação da ESAJ.

4 e 18 de novembro – segunda-feira, de 18h 30min às 20h

Salão Nobre – 3º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Duração: 1h30m | Número de participantes: 40 pessoas. Inscrições e informações: 3133-3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br

 

VISITA MEDIADA

DA PEDRA AO PALÁCIO – Um percurso interativo ao encontro da Justiça

Conduzida por arte-educadores, a visita apresenta à população – de forma lúdica, dinâmica e interativa – a arquitetura, a história e as funções do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro. De espaço em espaço, a pedra é esculpida em jogos com os visitantes estimulando a reflexão sobre o significado da Justiça e da sua importância na vida em sociedade. No percurso aos diversos salões e tribunais históricos os visitantes têm a chance de participar de um julgamento teatralizado no Salão Histórico do I Tribunal do Júri e conhecer como se dá o funcionamento de um júri.

Recomendada para turmas de ensino médio, faculdades e outros grupos.

Entrada franca | Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Número de visitantes: 40 pessoas | Duração: 1h30min | Agendamento de grupos e escolas: 3133 – 3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br

 

OFICINA

ACERVOS CONECTADOS – Visita técnica ao acervo

Nesta oficina, o visitante tem a oportunidade de conhecer as atividades de preservação, organização, guarda e disponibilização dos acervos históricos do Poder Judiciário fluminense. Museólogos, arquivistas, historiadores e educadores apresentam o trabalho desenvolvido na instituição e também o acervo composto por figurinos de espetáculos teatrais, autos de crimes de grande repercussão, processos da nobreza e família Imperial brasileira, ações de liberdade de escravos e outros documentos em formato textual e audiovisual, além de objetos e obras de arte que guardam a memória Justiça no estado do Rio de Janeiro. 

Recomendada para turmas de ensino médio, faculdades e outros grupos.

Entrada franca | Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Número de visitantes: 20 pessoas | Duração: 1h30min | Agendamento de grupos e escolas: 3133-3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br

 

 

Magistrados, servidores, colaboradores e interessados podem reservar lugares pelos ramais 3366 e 3368. As reservas serão válidas até 15 minutos antes do início do espetáculo, após o horário os assentos serão liberados para o público.

 

Por Programa

APJ-Niterói

EXPOSIÇÃO

NUNCA ME CALAREI

“Nunca me calarei”, do artista Márcio Freitas, é uma mostra fotográfica de rostos de mulheres brasileiras que sofreram alguma forma de assédio, tentativa ou abuso sexual. As fotos expõem nos olhares de cada uma das vítimas, dor, medo, mágoa e raiva, dando voz a quem durante muito tempo se manteve calada, devido a bloqueios sociais ou emocionais. O projeto nasceu da vontade do fotógrafo carioca captar, além da dor física, as marcas deixadas na alma e refletidas nos olhos de cada vítima desse tipo de violência. E é um convite a outras mulheres para que não se calem diante de qualquer forma de violência.

Visitação: até 31 de março

De segunda a sexta-feira, das 11h às 19h e sábado, das 13h às 17h | Salão dos Passos Perdidos – 2º andar, APJ-Rio

Entrada franca | Classificação indicativa: 14 anos | Agendamento de grupos e escolas: 3133-3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br

 

PALÁCIO CONVIDA

Coral Alberto Hasson

O Coral Alberto Hasson nasceu da intenção de homenagear o Professor Alberto Hasson, que sempre incentivou o grupo vocal criado pela maestrina Talita Hasson. Há quase três décadas, sem interrupções, o coral vem apresentando o Oratório “O Messias de Haendel” em espaços tradicionais como o Teatro Municipal de Niterói, Sala Cecília Meireles, Centro Cultural da Justiça Federal, Cine Arte UFF, entre outros. Desde novembro de 2018, o Coral Alberto Hasson marca presença nas comemorações ao Jubileu de Ouro da Regente Talita Hasson em espetáculos que unem música clássica, popular, poesia e textos de autores importantes de todos os tempos. No repertório, obras de Puccini, Bach, Mozart, Verdi, entre outros.

14 de novembro – Quinta-feira, às 19h

Tribunal Pleno – 2º andar, APJ-Niterói

Entrada franca | Classificação indicativa: Livre | Senhas distribuídas às 18h30 | Duração: 75m | Lotação: 56 pessoas

 

MOSTRA DE DOCUMENTOS JUDICIAIS

DA RESISTÊNCIA À LIBERDADE – o protagonismo do escravo

A mostra propõe uma reflexão acerca do verdadeiro papel dos negros escravizados na busca pela libertação. O visitante poderá ver os originais de processos cíveis e criminais, como a famosa insurreição de Vassouras, cujo desfecho foi a execução do líder Manoel Congo na forca e ações de liberdade, em que os escravizados precisavam de um curador para levar, à apreciação da justiça, argumentos em prol de sua alforria. Tais documentos mostram formas de resistência exercidas por personagens pouco valorizados pela história tradicional, mas que decidiram lutar para escrever seus próprios destinos.

Os autos de processos e livros de registros expostos foram restaurados e digitalizados pela equipe do Serviço de Acervo Textual, Audiovisual e de Pesquisas Históricas e também podem ser consultados, via internet, por qualquer pesquisador. Basta acessar o terminal de consulta no Portal do CCMJ (http://ccmj.tjrj.jus.br/acervo) e digitar “da resistência a liberdade”.

Entrada franca | Classificação indicativa: a partir 12 anos | Número de visitantes: 40 pessoas

Informações: 3002-4284 e 3002-4285 | 2º andar – Espaço Multiuso – APJ-Niterói

Agendamentos de grupos no Serviço de Museologia do CCMJ, por telefone 3133-3814 ou e-mail ccmj.seami@tjrj.jus.br

 

VISITA MEDIADA

DA PEDRA AO PALÁCIO – Um percurso interativo ao encontro da Justiça

Conduzida por arte-educadores, a visita apresenta à população – de forma lúdica, dinâmica e interativa – a arquitetura, a história e as funções do Antigo Palácio da Justiça Niterói (1920) e estimula o visitante a refletir, cultivar e disseminar valores de Justiça. De espaço em espaço, a pedra é esculpida em jogos com os visitantes estimulando a reflexão sobre o significado da Justiça e da sua importância na vida em sociedade.

Recomendada para turmas de ensino médio, faculdades e outros grupos.

Entrada franca | Classificação indicativa: a partir de 10 anos | Número de visitantes: 40 pessoas | Duração: 1h20

Agendamento de grupos e escolas: 3133 – 3768 / 3133-2721 ou e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br