Agenda Julho

 

A programação cultural nos espaços está suspensa até o retorno das atividades, porém o CCMJ apresenta algumas novidades para você acompanhar nossas atividades de onde estiver.
Acesse e confira #CCMJcomVc

CCMJ_DOC

Direito e Justiça no Brasil

O Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário apresenta o CCMJ_DOC, uma série de documentários que abordará assuntos relacionados à história da Justiça no estado do Rio de Janeiro e no Brasil.

Episódio 1 – Direito e Justiça no Brasil

No episódio de estreia, o documentário retrata como se desenvolveu o Direito e a Organização Judiciária no Brasil, tomando por base os três períodos consagrados pela historiografia: Colônia, Império e República. O filme apresenta as principais leis e órgãos judiciais instituídos no país em contexto com os respectivos períodos históricos.

Para assistir acesse:https://www.youtube.com/watch?v=sg4WK_iqU2U

Estreia 5 de julho, domingo | Classificação indicativa: livre

Do Direito à Literatura – Encontros Literários Interdisciplinares

Clube “Leituras no Palácio” On-line

“‘Vocês não entendem por que queremos proteger nossa floresta? Perguntem-me, eu responderei!’”
A queda do céu – Palavras de um xamã yanomami, Davi Kopenawa e Bruce Albert

O Museu da Justiça - Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ), com a finalidade de promover a leitura de literatura, dá continuidade ao programa “Do Direito à Literatura – Encontros Literários Interdisciplinares”, destinado, em especial, a realçar os laços entre o Direito e as demais Humanidades (Literatura, Filosofia, Sociologia, Psicologia, História, etc.).

O próximo encontro do Clube “Leituras no Palácio”, em ambiente virtual, acontecerá no dia 6 de julho, às 17h, onde discutiremos A queda do céu – Palavras de um xamã yanomami, o relato verbal autobiográfico do xamã yanomami Davi Kopenawa, tornado escrito pelo etnólogo Bruce Albert. Resultado do amistoso convívio por mais de trinta anos de seus autores, a narrativa testemunhal de Kopenawa se faz denúncia contundente contra a destruição da Floresta Amazônica. São palavras de alerta as do prefácio da obra, escrito pelo antropólogo Eduardo Viveiros de Castro: “Chegou a hora, em suma; temos a obrigação de levar absolutamente a sério o que diz os índios pela voz de Davi Kopenawa”. Para a nossa conversa, sugerimos a leitura prioritária das seguintes páginas: 11 a 41 (“Prefácio – O recado da mata”); 43 a 53 (“Prólogo”); e 375 a 498 (a seção “A queda do céu). Para participar, basta enviar um e-mail para se inscrever, conforme instruções ao final.

Quinzenalmente realizados, preferencialmente às segundas-feiras, os encontros do “Leituras no Palácio” dispõem do apoio da equipe do Educativo do CCMJ e da mediação do poeta W. B. Lemos, Doutor em Literatura Comparada, Mestre em Literatura Brasileira pela UERJ e integrante do corpo de instrutores da Escola de Administração Judiciária (ESAJ).

Atenção: atividade não registrada para pontuação como atividade de capacitação da ESAJ.

6 de julho, segunda-feira, às 17h

Em sala virtual do aplicativo Teams a ser acessada por link disponibilizado após a inscrição.

Participação franca | Classificação indicativa: a partir de 12 anos | Número de participantes: 40 pessoas. Inscrições e informações por e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br.

Conversas

Reflexões e ações no enfrentamento à violência

O Museu da Justiça – Centro Cultural do Poder Judiciário (CCMJ) apresenta o programa “Conversas: reflexões e ações no enfrentamento à violência”, como um espaço que possibilite a discussão, a aproximação e a sensibilização das pessoas, através de encontros com apresentações lúdicas e conteúdos didáticos, de questões tão importantes e atuais.

A violência contra a mulher é um fenômeno complexo e merece ser compreendido a partir de múltiplos fatores que estão envolvidos no seu surgimento. Este tipo de violência não é recente e acontece em todas as classes sociais, trazendo danos físicos e psicológicos para a família afetada.

Nesse primeiro encontro, teremos um breve relato de Teresa, que em tempos de pandemia, conta um pouco da sua história, e de seu relacionamento com o marido Pedro. Através da tela do celular, a tecnologia e o lúdico se misturam com o objetivo de compartilhar um pouco o espaço de intimidade, refletindo sobre infância, o lugar esperado da mulher no casamento e sonhos. Teresa costura narrativas que darão início as nossas “Conversas”. “Conversas” é realizado com o apoio da equipe do Educativo do CCMJ e com a colaboração e mediação da psicóloga Maria Augusta Fischer.

 

16 de julho - quinta-feira, de 17h às 18h30min

Em sala virtual do aplicativo Teams a ser acessada por link disponibilizado após a inscrição.

Participação franca | Classificação indicativa: a partir de 14 anos | Inscrições e informações por e-mail ccmj.educativo@tjrj.jus.br.

CCMJ_Música

Luiz de Simoni, pianista

O Museu da Justiça–Centro Cultural do Poder Judiciário, dando continuidade ao seu programa de música, apresenta o pianista Luiz de Simoni, no concerto para piano solo realizado no Salão Nobre do Antigo Palácio da Justiça do Rio de Janeiro, no dia 12 de dezembro de 2019.
Luiz de Simone apresenta composições autorais do seu CD “La Liberté” e impressiona não só pela beleza das obras apresentadas como pelo virtuosismo com o qual as executa.

Para assistir acesse: https://www.youtube.com/pjerjoficial

Estreia 19 de julho, domingo | Classificação indicativa: livre